Archive for outubro \08\UTC 2007

Análise abalizada sobre Os Sertões

J f, 2007

Antes de tudo, é imperioso reafirmar o velho clichê: para encarar Os Sertões o cabra tem que ser um forte. Além disso, é necessário muito esforço e concentração, principalmente se se pretende degustá-lo de uma só vez, como era o meu caso. Alguns amigos até me aconselhavam a ir apreciando aos poucos. Mas, honrando minha teimosa e sertaneja ascendência, prosseguia com a idéia fixa : teria que ser de uma só vez – ou nada, mesmo sabendo que podia ficar tonto na árdua labuta.

Outro problema é que apenas o nome Os Sertões já me intimidava. Havia uma secular e ancestral opressão. Sempre que passava perto do referido, não conseguia encará-lo – e desviava o olhar tal e qual uma mulher-dama que acaba de cometer um pecado. E, assim, adiava a peleja – coisa incomum a este bravo locutor acostumado a empreitadas muito mais indigestas.

Porém, o drama acabou neste fim de semana. Tomei coragem e decidi que não podia mais ficar comentando sobre o tema se não mergulhasse profundamente nele. E assim o fiz. É vero que não consegui chegar até o final, mas quase, conforme vocês podem conferir clicando AQUI.

Anúncios